segunda-feira, 25 de maio de 2009

De Humani Corporis Fabrica: um atlas de anatomia de 1543

O livro De Humani Corporis Fabrica Libri Septem (Da Organização do Corpo Humano), é um atlas de anatomia, resultado do trabalho de Andrea Vesalius (Bruxelas, 1514-1564). Publicado originalmente em 1543, é uma relíquia lendária para colecionadores e especialistas. Excomungado em sua época, perdeu-se durante séculos, reaparecendo editado em inglês somente em 1930.


É considerado um dos mais influentes livros científicos de todos os tempos. Foi a primeira obra a ilustrar, em planos e posições perfeccionistas, as diferentes partes do corpo humano em sua aparência e estrutura. Os estudos nele reunidos são modelo de metodologia científica e registro historiográfico.


Vesalius, contemporâneo de Leonardo da Vinci e Michelangelo, passou para a história como o fundador da anatomia moderna. Foi pioneiro em seus estudos e na sua forma de ensinar: dissecando cadáveres humanos, que buscava em cemitérios, estabelecendo a observação direta dos fenômenos como base para a ciência.


O livro

O livro é composto por cerca de setecentas páginas de fina impressão e é dividido em sete partes, ou sete "livros":
  • Livro I - dos ossos e das juntas, incluindo ilustrações dos crânios das cinco diferentes raças humanas, o que o torna o primeiro estudo de etnografia comparada;


  • Livro II - dos músculos, possui as ilustrações mais famosas do livro;


  • Livro III - coração e os vasos sanguíneos;

  • Livro IV - apresentação do Sistema Nervoso;


Livro V - órgãos abdominais;

  • Livro VI - órgãos da região do tórax, incluindo uma observação de Vesalius sobre a semelhança do coração com um músculo;


Livro VII - cérebro.

O De Humani Corporis Fabrica também apresenta o melhor da xilogravura produzida nos últimos séculos. São mais de 200 gravuras, nas quais se pode reconhecer, juntamente com as anotações de Vesalius, a perfeição plástica e o entusiasmo com que o renascentista desvendou o corpo humano no obscurantismo da Era Medieval, suplantando tabus e dogmas religiosos.


As inovações editoriais do Fabrica

A contribuição desta obra para a história do livro é notável. A obra é um inigualável trabalho de diagramação e arte descritiva.
Junto com o desenhista Jan Stephen van Calcar, discípulo de Ticiano, e o impressor Johannes Oporinus, Vesalius criou técnicas como as hachuras e retículas – pontilhados e traços paralelos, oblíquos ou cruzados. Esses recursos são usados ainda hoje em sombreamentos, detalhes e texturas.
A combinação de forma, tipografia e ilustração, representa um todo inseparável de precisão em referências cruzadas que condicionaram, nos séculos seguintes, as práticas de impressão, linguagem e leitura.


Fabrica x Bíblia de Gutenberg

A “Bíblia de Gutenberg” (1450), é considerada a primeira obra encadernada, impressa sobre papel e em série. Sua impressão reunia manchas gráficas ordenadas em páginas com duas colunas de texto, cada uma com 42 linhas simétricas e paralelas. Suas páginas podiam ser vendidas separadas, sem encadernação e sem ilustrações, de acordo com gostos e/ou posses de seus privilegiados donos.
Impresso 53 anos depois da “Bíblia de 42 linhas”, a “Fabrica” Vesalius utilizou a ilustração para eliminar ambigüidades e delimitar aspectos da exposição verbal. Na obra, o leitor encontra evidências de um diálogo esclarecedor e extremamente inovador na composição das palavras com as gravuras.


O De Humani Corporis Fabrica é referência obrigatória na história da arte, da medicina, da anatomia, da impressão, da linguagem e da metodologia científica.

Veja também em
Mol-TaGGe: Encontro entre Arte, Medicina e Morte ou Dissecando uma pintura de Rembrant

Fontes:
Jornal O Tempo. Caderno Cultura. A descoberta do corpo. José Antônio Orlando, 13/9/2003.
Wikipédia

Imagens:
Turning the Pages

Links interessantes:
History of Medicine - National Library of Medicine of the United States
Fundação Oswaldo Cruz
Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santos
Casa de Oswaldo Cruz
Academia Nacional de Medicina
Acta Medica Misericordiae - Revista Mundial das Santas Casas de Misericórdia
Biblioteca Nacional de Medicina
Sociedade Brasileira de História da Medicina
Revista da Associação Médica Brasileira

3 comentários:

Fernnando.com disse...

Credo!

Krauss disse...

Parabéns pelo post... este material ao vivo deve ser incrível, me arrisco a comparar esta obra levando em conta em envolvimento do autor e envolvidos ao Códice Giga ("Bíblia do Diabo").

Victor S. Gomez disse...

Lindo esse material, um trablho de qualidade que você fez. Abraços

 

  © 2009 Spiritus Litterae

DigNow.org

True Contemplation Blogger Template by M Shodiq Mustika  

BlogBlogs.Com.Br
Spiritus Litterae Technorati Profile